40 Anos da República Popular do Brasil


CRONOLOGIA DOS 40 ANOS DA REPÚBLICA POPULAR DO BRASIL

1961
Após renúncia, Jânio Quadros é reconduzido à presidência pelo
embaixador Johnny Walker e os Hundred Pipers, com poderes
extraordinários e mandato vitalício.

1962
Brasil bicampeão mundial de futebol.

1963
Emitida em Uberaba certidão de nascimento do cronista Manuel Tenide.

1964
Vice-presidente Jango Goulart deposto em golpe militar.

1965
Acordo MEC-USAID. Arrocho salarial provoca recessão. Panelaços. Acordo
com FMI não é cumprido por nenhuma das partes.

1966
Durante o intervalo do jogo Brasil x Portugal, guerrilha do Araguaia
desembarca em Brasília em dois ônibus alugados. Forças ocultas tomam o
poder sem um disparo de fuzil. Jânio Quadros busca refúgio na velha
Paraty. Instaurada República Popular do Brasil. Junta Trina Provisória
constituída pelo Subcomandante Pedro Dirceu, Capitão Carlos Lamarca, e
Companheiro José Bonifácio.

1967
Ato Institucional extingüe partidos políticos. Formadas duas
agremiações com direito a representação nas Assembléias Populares: a
Aliança Revolucionária Nacional, do governo, e o Movimento Democrático
Burguês, representando a oposição responsável. Subcomandante Pedro
Dirceu escolhido secretário-geral da ARENA. Assessores cubanos criam
Zona Turística de Manaus.

1968
Caetano Veloso, no cárcere do Departamento da Ordem Política e Social,
vê fotografias da viagem do homem à Lua. Decisão do Departamento de
Censura Prévia proíbe a exibição do seio direito em meios de
comunicação. Decreto-lei 477 estabelece eleições indiretas para síndico
de condomínio, associações de moradores de bairro, e grêmios
estudantis. Ministério da Planificação Central sob o comando de Bob
Fields. Primeiro plano qüinqüenal.

1969
Junta Trina Permanente. Ato Institucional Número 5 cassa o congresso.
Denunciada invasão imperialista do satélite vizinho. Comissões
Autônomas Tripartites Sindicais Universitárias formadas por membros da
UNE, representantes do partido, e tanques do exército. Aposentadoria
compulsória de professores.

1970
Brasil tricampeão mundial de futebol. O artilheiro é Dadá Maravilha,
convocado pelo técnico Companheiro João Saldanha por sugestão
presidencial. Cônsul do Japão em Buenos Aires cai no laguinho da praça,
é hospitalizado com virose intestinal. Chico Buarque, exilado na Itália
e òbviamente com falta de mais o que fazer, inventa o jogo "Ludopédio."

1971
Óbito violento do Capitão de Paz e Guerra Lamarca em circunstâncias mal
esclarecidas. Capital do país passa a se chamar Lamarcogrado. Junta Una
Permanente. Embaixador da Albânia seqüestrado, libertado em troca de
cópia da Taça Jules Rimet. Na República Basca, terroristas Garrastazu,
Bordaberry, Ugarte levados ao garrote vil. Arrocho salarial.
Regulamentação da prática do jornalismo construtivo; censor armado na
redação do Estadão.



Escrito por Manuel Tenide às 10h51 PM
[   ] [ envie esta mensagem ]




CRONOLOGIA DOS 40 ANOS DA REPÚBLICA POPULAR DO BRASIL, 1972-1982

CRONOLOGIA DOS 40 ANOS DA REPÚBLICA POPULAR DO BRASIL, 1972-1982

1972
Nova Política Econômica: primeiro crescer o bolo para depois dividir.
Companheiro Coronel Miguel Arraes assume Capitania Hereditária de
Pernambuco. Final da Taça Libertadores da América no Beira-Rio sem
vencedor: jogo-extra em campo neutro termina em pancadaria entre
atletas Tupamaros e Montoneros. Televisão a cores. Obrigatoriedade da
substituição de florestas nativas improdutivas por eucalipto.

1973
Primeira crise do petróleo. Ministro das Minas e Energia exorta
brasileiros a andarem de bicicleta. Proibição da importação de produtos
com similar nacional provoca recessão. Inflação atinge 80% ao ano;
campanha oficial mostra anúncios na TV em que crianças explicam aos
pais que o preço do gibi sempre sobe na virada do ano. Companheiro
General da Banda é escolhido candidato da ARENA à presidência da
República, vencendo as eleições indiretas por unanimidade.

1974
Vacina cubana mostrando-se ineficaz, epidemia de meningite combatida
através do recrudescimento da censura. Segundo Plano Nacional de
Estatização. Movimento Revolucionário 8 de Outubro
(Quercista-Leninista) derrota Companheiro A. de Barros, vence eleições
na Capitania Hereditária de Piratininga. Discurso de Yasser Arafat no
congresso quebra tabu contra o uso de armas de fogo no plenário,
vigente desde que o futuro presidente Collor de Mello tinha 14 anos.
Força antisalazarista enviada a Alcácer-Quibir; Revolução dos Cravos
termina com tropas de Bandarra ainda a caminho.

1975
O General da Banda, dançando samba em Berlim, assina acordo nuclear
Brasil-Alemanha Oriental. Voto brasileiro nas Nações Unidas posto em
leilão, adquirido pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo.
Novela "Roque Santeiro", da Rede Globo, censurada. Agência Nacional do
Carvão e da Lenha proíbe churrasco, pizza em fins de semana. Jornalista
Vladimir Herzog suicidado em cela da Polícia Política Federal em São
Paulo.

1976
País ganha primeiro ouro olímpico no futebol, derrotando a
Tchecoslováquia na final da categoria mulheres barbadas. Primeiro a
reconhecer a independência de Angola e demais ex-colônias portuguesas
na África com reservas comprovadas de petróleo. Já Timor do Leste sofre
no esquecimento. Proibição da importação de supérfluos causa
desemprego.

1977
Insatisfeito com a política de direitos humanos do Presidente Jimmy
Carter, Brasil denuncia o acordo de cooperação militar com os Estados
Unidos. Em ato de rebeldia, Congresso rejeita venda da Amazônia por
petróleo soviético. Governo fecha congresso, Pacote de Abril cria os
companheiros senadores biônicos. Aprovada Lei do Divórcio, excetuados
casos de baderna. Balé Bolshoi censurado.

1978
Paulo Salim Maluf e Movimento Revolucionário 8 de Outubro
(Quercista-Leninista) compram eleições na Capitania Hereditária de
Piratininga. Privatização da Light desperta suspeitas de maracutaia.
Arrocho salarial quebra BNH, paralisando construção civil. Depósito
compulsório para viagens internacionais quebra viações aéreas.
Enxadrista Mequinho derrota dissidente soviético Korchnoi, é forçado a
abandonar match com Karpov.

1979
Revogadas as disposições em contrário. Intervenção do Subcomandante
Pedro Dirceu evita greves no ABC. Companheiro General João Batista
Mangalarga de Figueiredo bem sucedido candidato ao Esquecimento da
República. Companheiro Luís Inácio Lula da Costa aceita Ministério do
Trabalho. Segunda crise do petróleo e segundo ciclo da cana de açúcar.

1980
Dia da criança, 12 de outubro, decretado feriado nacional em homenagem
aos heróis da Intentona Comunista. Jornal O Estado de S. Paulo critica
criação de mais um dia sem trabalho, suspenso por violação da Lei da
Imprensa: Justiça entende ter havido calúnia a ministros que descansam
carregando pedras. Atentados a bomba na OAB, caixa forte do Tio
Patinhas, e bancas de jornais ficam sem esclarecimento.

1981
Brasil fornece Passats ao Iraque, e armamento leve e pesado a Saddam
Hussein, em nome da solidariedade socialista democrática. Petrobrás
descobre campo de petróleo gigantesco no Iraque. Saddam renega acordos
de exploração, concede contratos ao primeiro-ministro da França,
Jacques Chirac, em troca do segredo da poção mágica gaulesa.

1982
Reforma eleitoral. Partido do governo passa a se chamar Partido
Democrático Socialista. Leonel Brizola troca Capitania Hereditária do
Rio Grande do Sul pela do Rio de Janeiro, unificada com a incorporação
do antigo distrito da Guanabara. Lei da informática proíbe a importação
de computadores e equipamento de comunicação. Montoroil substitui
extinta Paulipetro. Delfim envia sete cartas de intenções ao FMI.


Escrito por Manuel Tenide às 10h48 PM
[   ] [ envie esta mensagem ]




CRONOLOGIA DOS 40 ANOS DA REPÚBLICA POPULAR DO BRASIL, 1983-1995

1983
Escândalo das polonetas: Brasil concedeu empréstimo secreto de 2
bilhões de dólares à Polônia sem documentação, em nome da solidariedade
operária; dívida considerada inexigível. Legalizado o jogo do bicho.
Construção de sambódromos e brizolões. Arrocho salarial provoca
recessão: decreto-lei 2045 reeditado, substituído pelo quinze para as
nove.

1984
Manifestações por eleições diretas se dispersam após serem ignoradas
pela Rede Globo. "Vai Passar", de Chico Buarque, reprovada pela Censura
Federal. Companheiro Tancredo Neves, eleito para a presidência com 99%
dos votos dos membros do partido, falece deixando presidência para
Companheiro Imortal José Ribamar, candidato de consenso do Companheiro
Pedro Dirceu e de painho.

1985
Inflação atinge 80% ao mês. Turistas visitando Paraty pela recém-aberta
Rio-Santos redescobrem Jânio Quadros, ei-lo reconduzido à prefeitura de
São Paulo para abafar briga interna no partido governista. Refilmagem
da novela "Roque Santeiro", da Rede Globo, censurada. Livro "Brasil
Nunca Mais", com prefácio do Companheiro Cardeal D. Paulo Evaristo
Arns, contabiliza 240 mortos pela repressão política.

1986
Plano Cruzado. Plano Cruzado Novo. Plano Cruzado Real. Plano Cruzado de
Esquerda. Plano Boi Gordo. Monopólio estatal para divulgação de índices
econômicos. Terceiro delfinato.

1987
Moratória soberana da dívida externa. Plano feijão com arroz fornece
calculadoras importadas para feirantes fazerem troco. Jogo do bicho
compulsório com fins sociais. Explosão acidental na Serra do Cachimbo
põe fim ao programa nuclear bélico brasileiro.

1988
Assembléia Popular Constituinte outorga Constituição Democrática
Popular. Plebiscito constitucional estabelece Monarquia
Presidencialista com quatro Pedros: Pedro I Executivo, Pedro II
Legislativo, Pedro III Judiciário, e Pedro IV Diretório Central
Eleitoral da União (DirCEU).

1989
Inflação atinge 80% à semana. O carioca Fernando Collor de Mello,
donatário da Capitania Hereditária das Alagoas, é escolhido para a
presidência da República em eleição conturbada, realizada por aclamação
devido a falta de manivelas para máquina de somar.

1990
Confisco da poupança. Fim da lei de informática. Liberada importação de
veículos produzidos em nações socialistas. Primeira manifestação contra
o desgoverno Collor de Mello ocorre no exterior, por ocasião da visita
da comitiva presidencial aos Estados Unidos. Incentivos fiscais às
Zonas de Processamento de Ervas.

1991
Fim da União Soviética. Golpistas recebem asilo político na Embaixada
do Brasil em Moscou. Lamarcogrado passa a se chamar Lamarcópolis.
Discretamente, PC do B - ala governista - abandona linha albanesa.
Volta do Fusca.

1992
Companheiro Professor Fernando Henrique Cardoso larga cátedra na
Sorbonne e retorna ao país na condição de Ministro das Relações
Exteriores. Collor de Mello perde apoio de painho. Volta do Corcel.

1993
Companheiro Professor Fernando Henrique Cardoso assume Ministério do
Planejamento Econômico. Inflação passa a zero segundo estatísticas
oficiais. Volta do Dauphine, do Aero Willys, do Simca Chambord, e da
Vemaguet.

1994
Brasil tetracampeão mundial de futebol. Partido do governo passa a se
chamar Partido Socialista Democrático Brasileiro, sob a liderança do
secretário-geral, Companheiro Pedro Dirceu. Companheiro Professor
Fernando Henrique Cardoso escolhido candidato à Presidência da
República, vencendo com 99% dos votos e apoio de painho.

1995
Movimento dos sem telefone exige privatização da Telebrás. Crise do
México e da Argentina.



Escrito por Manuel Tenide às 10h33 PM
[   ] [ envie esta mensagem ]




CRONOLOGIA DOS 40 ANOS DA REPÚBLICA POPULAR DO BRASIL, 1996-2006


1996
Companheiro Presidente Professor Fernando Henrique Cardoso considera
esse ano bom: não teve crise.

1997
FHC assina TNP. Refilmagem de "Stalker", do Companheiro Andrei
Tarkovsky, na Serra do Cachimbo. Crise da Ásia e da Argentina.

1998
Companheiro Professor Fernando Henrique Cardoso reeleito para a
Presidência da República com 99 1/2% dos votos. Crise da Rússia e da
Argentina.

1999
Agora é nossa vez: maxidesvalorização do Real. Crise do Brasil e da
Argentina. País envia moção de apoio à República Socialista da
Jugoslávia em gesto de fraternidade antineoimperialista; congresso
rejeita envio de tropas.

2000
Anunciadas eleições diretas em 2002, candidato único à presidência terá
apoio de painho na Bahia. Bug do milênio provoca suspensão do Carnaval.
Crise do Peru e da Argentina.

2001
Terrorismo chega à América. Crise dos EUA e da Argentina.

2002
Brasil pentacampeão mundial de futebol. Companheiro Luís Inácio Lula da
Costa escolhido candidato à Presidência da República, vencendo com 99%
dos votos. Novo ministro-chefe do couto e silva, o Subcomandante Pedro
Dirceu, deixa cúpula do partido. Companheiro José Bonifácio
secretário-geral do novo Partido das Tendências.

2003
Saddam Hussein deposto em golpe de estado; cancelada visita do
Companheiro Presidente Luís Inácio Lula da Costa ao Iraque para cobrar
velha dívida. Brasil sai do Tratado de Não Proliferação Nuclear, mas
apenas por 72 horas. Banco Central privatizado. Produto Interno Bruto
da Argentina desce a zero.

2004
Recuperação relativa da Argentina. Economistas têm dificuldade para
medir porcentagem de crescimento do PIB argentino, concordam que é a
maior do mundo. Esquerda do PT critica acordo com FMI, guinada
neoliberal do governo Lula; propõe calotaço, adoção do modelo platino
responsável pelas elevadas taxas de crescimento econômico do país
vizinho.

2005
Capitania Hereditária de Cuba incorporada à União sob o donatário
Companheiro Pedro Dirceu. Fidel Castro recebe pensão especial do INPS,
reside no Copacabana Palace, faz ponta em novela da Globo mais painho.

2006
Brasil hexacampeão mundial de futebol. Festividades do quadragésimo
aniversário da República Popular do Brasil. Companheiro Luís Inácio
Lula da Costa reeleito para a Presidência da República com 98 1/2% dos
votos.

Manuel Tenide


Escrito por Manuel Tenide às 10h31 PM
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  15/02/2004 a 21/02/2004


Outros sites
  http://manueltenide.blogspot.com/
  medinet@uaimail.com.br
  UOL SITES
  UOL
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?